Óleo Essencial de Lavanda auxilia no Pós Operatório  de Cirurgias  de Redução de Peso

Óleo Essencial de Lavanda auxilia no Pós Operatório  de Cirurgias  de Redução de Peso

 As cirurgias bariátricas, popularmente conhecidas como redução de estômago, são intervenções recomendadas para pacientes com níveis críticos de excesso de peso e condições de saúde comprometidas. São realizadas em casos extremos e não para finalidades estéticas.

Atualmente o Brasil é o segundo maior país a realizar procedimentos desta natureza, compreendendo cerca de 60 mil cirurgias por ano, dentre seus diferentes tipos.

Um estudo realizado em 2017 nos Estados Unidos avaliou, pela primeira vez, os resultados da inalação do óleo essencial de lavanda (Lavandula angustifolia) no processo pós-operatório de cirurgias bariátricas. O uso complementar da aromaterapia nestes casos pode auxiliar o alívio de dor, reduzindo a necessidade do uso de drogas analgésicas no pós-operatório, que comumente causam efeitos colaterais.

O estudo compreendeu 54 pacientes com idade entre 18 e 65 anos, sem histórico de doenças pulmonares. Os voluntários dividiram-se em um grupo tratado com placebo e outro com duas gotas de óleo essencial de lavanda 2%, aplicadas em uma máscara de oxigênio para inalação.

A modalidade de cirurgia bariátrica realizada por todos os pacientes foi a mesma e consistiu na implantação de uma banda gástrica ajustável. O procedimento compreende a introdução de um anel de silicone na parte superior do estômago, com o intuito de reduzir a quantidade de alimentos ingeridos.

Antes do estímulo olfativo, todos os pacientes receberam, como parte do procedimento cirúrgico, morfina e injeções anestésicas para controle da dor, náuseas, hipertensão arterial e desconforto digestivo, no pós-operatório.

Os resultados foram avaliados aos 5, 30 e 60 minutos após a inalação. A quantidade de morfina e analgésicos consumida no pós-operatório, pelo grupo que fez uso do óleo essencial, foi significativamente mais baixo em comparação ao grupo submetido ao placebo.

QUANTIDADE DE MORFINA APLICADA EM AMBOS OS GRUPOS NO PÓS-OPERATÓRIO:

– Grupo placebo: 4,26 mg

– Grupo lavanda: 2,38 mg

 

PORCENTAGEM DE DROGAS ANALGÉSICAS UTILIZADAS EM PACIENTES NO PÓS-OPERATÓRIO:

– Grupo placebo: 82%

– Grupo lavanda: 46%

O estudo demonstrou que, embora estatisticamente o alívio de dor não tenha sido significativo em dados comparativos, após a inalação do óleo essencial, a experiência subjetiva da dor de cada paciente foi reduzida.

O óleo essencial de lavanda é amplamente reconhecido por suas propriedades ansiolíticas, sedativas e analgésicas, atuando diretamente sobre o sistema nervoso central. Traz como acréscimo um auxílio psicológico, atuando na melhoria dos níveis de humor e ansiedade, que consequentemente contribuem positivamente para a percepção subjetiva da dor.

O estudo revela que o uso complementar de óleos essenciais em quadros pós-operatórios pode auxiliar no processo de recuperação dos pacientes. O estímulo olfativo é um procedimento efetivo e de resultados imediatos, contribuindo significativamente para a redução do uso de drogas como opioides, que podem causar efeitos colaterais e dependência.

O óleo essencial de lavanda não deixa de nos surpreender e é por isto, dentre tantos outros motivos, que é o aroma favorito de muita gente!

Se você ainda não adquiriu seu óleo essencial de lavanda Laszlo, não perca tempo! Acesse nossa loja virtual em: www.marthamendonca.com .br

REFERÊNCIAS: Jung T. Kim, MD1; Christine J. Ren, MD2; George A. Fielding, MD2; Abhishek Pitti, MD1; Takeo Kasumi, MD1; Michael Wajda, MD1; Allen Lebovits, PhD1; Alex Bekker, MD, PhD1 – Treatment with Lavender Aromatherapy in the Post-Anesthesia Care Unit reduces Opioid Requirements of Morbidly Obese Patients Undergoing Laparoscopic Adjustable Gastric Banding – Obesity Surgery, 17, 920-925

 

 

Share
Back To Top